"Senhor, a quem iremos? Tu tens palavras de vida eterna". João 6, 68



O seu endere├žo

e-mail


Confirme o seu
endere├žo e-mail

















 

NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, REI DO UNIVERSO - SOLENIDADE
Comentário do dia
São Gregório de Nissa (c. 335-395), monge, bispo
5.º Sermão da Santa Páscoa (PG 46, 683; Leccionário, p. 367 rev.)

┬źPilatos disse: "Aqui est├í o vosso Rei"┬╗ (Jo 19,14).

Bendito seja Deus! Festejemos o Filho ├║nico, o Criador dos c├ęus, que l├í ascendeu ap├│s ter descido ├ás profundezas do inferno, e que envolve a terra inteira com os raios da Sua luz. Festejemos o sepultamento do Filho ├║nico e a Sua Ressurrei├ž├úo de vencedor, o j├║bilo do mundo inteiro e a vida de todos os povos. [...]





Tudo isto nos foi obtido assim que o Criador ressurgiu dos mortos, ao rejeitar a ignom├şnia e transformando, no Seu esplendor divino, o perec├şvel em imperec├şvel. E qual foi a ignom├şnia rejeitada? Isa├şas d├í-nos a resposta: ┬źSem figura nem beleza, vimo-Lo sem aspecto atraente, desprezado e abandonado pelos homens┬╗ (53, 2-3). E quando ficou Ele sem a Sua gl├│ria? Quando carregou aos ombros a madeira da cruz como trof├ęu da Sua vit├│ria sobre o diabo. Assim que Lhe foi posta na cabe├ža uma coroa de espinhos, a Ele, que coroa os Seus fi├ęis. Assim que foi revestido de p├║rpura Aquele que reveste de imortalidade os que renascem da ├ígua e do Esp├şrito Santo. Assim que pregaram ├á madeira o Senhor da vida e da morte. [...]





Aquele, por├ęm, que ficou sem a Sua gl├│ria foi transfigurado na luz, e o j├║bilo do mundo despertou com o Seu corpo. [...] ┬źO Senhor ├ę Rei, vestido de majestade┬╗ (Sl 93 (92), 1). De que majestade Se vestiu Ele? De incorruptibilidade, de imortalidade, do chamamento dos Ap├│stolos, da coroa da Igreja. [...] S├úo Paulo ├ę disso testemunho, ao dizer: ┬ź├ë, de facto, necess├írio que este ser mortal se revista de imortalidade┬╗ (1Cor 15, 53). E o salmista diz tamb├ęm: ┬źO Teu trono, Senhor, est├í firme desde sempre, e Tu existes desde a eternidade; o Teu reino ├ę um reino para toda a eternidade, e o Teu dom├şnio estende-se por todas as gera├ž├Áes┬╗ (Sl 93 (92), 2; 145 (144), 13). E ainda: ┬źO Senhor ├ę Rei: alegre-se a terra e rejubile a multid├úo das ilhas!┬╗ (Sl 97 (96), 1). A Ele a gl├│ria e o poder, amen!



 
©Evangelizo.org 2001-2017